Segurança Psicológica

As cinco chaves para uma equipe Google bem-sucedida. 

(por Julia Rozovsky para re-Work, em 17 de novembro de 2016)

Time. Grupo de trabalho. Comitê. Coletivo autônomo. Chame como quiser, você é parte de um no Google e provavelmente onde quer que você trabalhe: um time. Se sabemos o que faz grandes gerentes, por que não saber o que faz uma grande equipe? 

 Atualização: Verifique o  Guia de Trabalho re:Work “Entenda a eficácia de equipe” (/guides/understandingteam-effectiveness/)  para ler o relato completo sobre a pesquisa de eficácia de equipe, bem como conhecer as ferramentas para ajudar equipes a fortalecer a segurança psicológica. 

Um grupo daqui das Operações Google de Pessoal (como chamamos Recursos Humanos) se determinou a responder essa pergunta através de uma rigorosa análise de dados: O que torna uma equipe do Google eficaz? Compartilhamos hoje (17/11/2015) nossa pesquisa com a Associated Press e a estamos compartilhando aqui também.  

Por mais de dois anos, realizamos mais de 200 entrevistas com funcionários do Google e analisamos mais de 250 atributos de mais de 180 equipes. Estávamos bastante confiantes de que encontraríamos a mistura perfeita de traços e habilidades individuais necessárias para uma equipe estelar: pegue um erudito, dois extrovertidos, um engenheiro que mande bem no Java Script Angular e um PhD. Voilà! Equipe perfeita montada, certo? 

Estávamos completamente errados. Quem está em uma equipe importa menos do que de que modo os membros da equipe interagem, estruturam seu trabalho e encaram suas contribuições. Parece muito esforço para esse algoritmo mágico. 

Descobrimos que há cinco dinâmicas chave para destacar as equipes de sucesso de outras equipes no Google. 

  1. Segurança psicológica: Podemos assumir riscos nessa equipe sem nos sentir inseguros ou constrangidos? 
  2. Confiabilidade: Podemos contar uns com os outros para realizar trabalhos de alta qualidade e dentro do prazo? 
  3. Estrutura e clareza: Quão claros são os objetivos, os papeis e os planos de execução em nossa equipe? 
  4. Significado do trabalho: Será que estamos trabalhando em algo que consideramos pessoalmente importante para cada um de nós? 
  5. Impacto do trabalho: Será que acreditamos que o trabalho que fazemos realmente importa? 

 Se você respondeu "sim" às cinco perguntas acima, parabéns! Você provavelmente está em uma equipe de alto desempenho. Caso contrário, nem tudo está perdido. Este é um atalho para ajudar você a descobrir onde se concentrar, como melhorar e uma maneira de falar sobre este conceito com seus colegas de equipe de forma estruturada. 

 

Segurança psicológica:  foi de longe a mais importante das cinco dinâmicas que descobrimos - é a sustentação das outras quatro. Como pode ser? Assumir riscos com sua equipe parece simples. Mas, lembre-se da última vez que você estava trabalhando em um projeto. Você sentia que podia perguntar qual era o objetivo sem parecer que você era o único que estava por fora? Ou preferia optar por continuar sem esclarecer as coisas só para evitar dar a impressão de ser visto como desavisado? 

 

Acontece que todos relutamos quanto a nos comportar de modo a influenciar negativamente o modo como os outros percebem nossa competência, atenção e positivismo.  Embora esse tipo de autoproteção seja uma estratégia natural no local de trabalho, é prejudicial para o trabalho em equipe. Por outro lado, quanto mais segurança os membros de uma equipe sentem com relação aos outros, tanto mais provável que eles se sintam seguros para admitir seus equívocos, para se associar e assumir novos papéis. E isso afeta praticamente todas as dimensões importantes que analisamos no que toca funcionários. Pessoas em equipes com elevada segurança psicológica são menos propensas a deixar o Google, elas são mais inclinadas  a aproveitar o poder das diversas ideias de seus colegas de equipe, elas trazem mais receita e são duas vezes mais produtivas pelos executivos. -- http://blogs.wsj.com/atwork/2015/01/20/new-report-finds-a-diversity-dividend-at-work/ 

O pessoal do Google adora dados. Mas eles não querem relaxar, agora que têm os dados. Querem agir. Por isso nós criamos uma ferramenta chamada exercício gTeams:  uma verificação de pulso de dez minutos nas cinco dinâmicas, um relatório que resume com a equipe está indo, uma conversa presencial para discutir os resultados, e recursos de desenvolvimento adaptados para ajudar a equipe a melhorar. Ao longo do ano passado, mais de três mil funcionários do Google de 300 equipes usaram essa ferramenta. Dessas equipes do Google, as que adotaram a nova norma de grupo, como começar cada reunião da equipe compartilhando um risco assumido na semana anterior,  aumentaram nas avaliações de segurança psicológica em 6% e em 10% nas de estrutura e clareza.  As equipes afirmaram que ter uma estrutura em torno da eficácia da equipe e o requisito de falar sobre essas dinâmicas era algo que faltava e foi de longe a parte mais impactante da experiência. 

Das equipes de vendas em Dublin até as equipes de engenharia em Mountain View, notamos que enfocar nessa estrutura ajuda todos os tipos de equipes a se desenvolver. 


Esse conteúdo foi extraído de http://rework.withgoogle.com/ (o "Website") e pode ser usado para fins não comerciais em harmonia com os termos de uso disponíveis no Website. 

Traduzidor por Wisley Vilela.

As 5 chaves para uma equipe bem-sucedida

The five keys to a successful team

Traduzido por Wisley Vilela
Tradutor Inglês <-> Português
Wisley.net  |  Traduz.trd.br 

Deixe uma resposta